Notícias

RR1

Lourenço Correia de Matos, sócio da LMT Consultores em História e Património, esteve em directo na Rádio Renascença, no passado dia 30 de Outubro, com a jornalista Ana Galvão, no programa Tarde da Renascença, a falar sobre o seu trabalho, nomeadamente sobre a investigação genealógica e os estudos nobiliárquicos.

A jornalista fez diversas perguntas sobre o trabalho de um genealogista e também sobre títulos nobiliárquicos e o seu uso nos nossos dias.

A entrevista foi mais curta do que o previsto porque o entrevistado demorou mais de meia hora a fazer um trajecto curto para chegar ao estúdio, devido ao trânsito. Entrou no ar com humor, dizendo que "demorava menos tempo do centro da cidade a Benfica no século XVIII do que num dia como hoje".

Oiça aqui a intervenção de Lourenço Correia de Matos.

481px Retrato de D. Miguel I oficina portuguesa

Lourenço Correia de Matos, sócio da LMT Consultores em História e Património, apresentou no passado dia 17 de Outubro uma comunicação ao Instituto Português de Heráldica sobre o tema Os novos títulos nobiliárquicos do reinado de D. Miguel.

Começando por enquadrar em breves traços as circunstâncias da aclamação do rei D. Miguel e do seu reinado, o orador analisou os treze títulos nobiliárquicos que o monarca criou, a saber: barão e visconde de Queluz, conde de Basto, conde de São Martinho, condessa de Pangim, conde de Oliveira dos Arcos, conde de Monforte, conde de Cartaxo, barão das Picoas, conde da Baía, conde da Ilha da Madeira, visconde de Zambujal e visconde de Condeixa.

Foram depois apresentados os decretos de concessão de onze destes títulos, dois dos quais não se encontram na Torre do Tombo e foram publicados no periódico Correio do Porto, que serviu de diário oficial de D. Miguel entre Janeiro de 1833 e Maio de 1834.

O sócio da LMT Consultores em História e Património contextualizou de seguida aqueles titulares, numa perspectiva familiar e genealógica, identificando as origens sociais dos agraciados. O respectivo percurso biográfico foi também esboçado, procurando justificar-se as concessões dos títulos e apresentando-se as circunstâncias posteriores dos novos titulares e da sua sucessão. Refira-se que assistiram à conferência o actual conde da Baía e de Oliveira dos Arcos, o conde de Cartaxo e o conde de Mesquitela, representante do título de conde da Ilha da Madeira.

Foram ainda sublinhados aspectos particulares destas mercês, como por exemplo a concessão de um título a uma senhora em remuneração dos serviços do pai como vice-rei da Índia, ou a um diplomata espanhol, pelos serviços prestados ao então infante D. Miguel quando da estada de ambos em Viena.

O orador salientou, por fim, a importância do conhecimento dos decretos de concessão dos títulos para um estudo sério sobre a nobreza titular portuguesa.

Correio do Porto 02