Coloquio comemorativo dos 900 anos da Ordem Soberana e Militar de Malta na Fundacao Calouste Gulbenkian

 

O sócio da LMT Abreu Loureiro, Correia de Matos e Galvão Teles, Lourenço Correia de Matos, participou no Colóquio “900 anos ao serviço de uma convicção humanista – História, Cultura e Solidariedade”, comemorativo dos nove séculos da Bula Papal de reconhecimento da Ordem Soberana e Militar de Malta, realizado no passado dia 27 de Setembro na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

A comunicação apresentada por Lourenço Correia de Matos, intitulada “Para um corpus heráldico melitense português”, foi integrada num painel sobre “Sociedade e Cultura”, presidido pelo historiador José Eduardo Franco. O sócio da LMT Abreu Loureiro, Correia de Matos e Galvão Teles, consultor heráldico da Ordem em Portugal, apresentou o projecto de elaboração de um corpus heráldico da Ordem de Malta em Portugal e dos cavaleiros portugueses no nosso país e pelo resto do mundo, da fundação da Ordem aos nossos dias.

Os trabalhos do Colóquio foram abertos pelo Secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, e encerrados pelo Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Nuno Brás. A conferência inaugural foi da responsabilidade do professor de Direito Pedro Soares Martinez e a de encerramento proferida por António Sampaio da Nóvoa, ex-Reitor da Universidade de Lisboa.

O Colóquio contou com mais de duas dezenas de oradores de diversas áreas, de que destacamos os catedráticos Martim de Albuquerque, Gonçalo de Vasconcelos e Sousa, Pedro Brito Correia, Monsenhor Vítor Feytor Pinto, os investigadores José António Falcão e Inês Versos, e os empresários Miguel Horta e Costa e Ilídio Pinho, entre outros. A comissão científica foi presidida pelo escultor João Charters de Almeida e a comissão organizadora por Augusto de Albuquerque de Athayde, presidente da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem de Malta, responsável pelo evento.